Fronteira Croácia/Eslovénia: ao relento em noite gelada

Fronteira Croácia/Eslovénia, 3 de novembro de 2015 (ACNUR) - Milhares de refugiados, incluindo muitas famílias com crianças e alguns idosos passaram a noite ao relento e ao frio entre campos de milho e as linhas de comboio, de onde se avistava a Eslovénia.

 

 

 

DIVERSOS PROJECTOS DO CPR SÃO FINANCIADOS PELO FUNDO ASILO, MIGRAÇÃO E INTEGRAÇÃO (FAMI)

 

De acordo com as últimas estatísticas, o número de migrantes forçados em todo o mundo ultrapassa os 65 milhões e não pára de aumentar. O número de pessoas que buscam protecão no nosso país é de cerca de 870 por ano ou 87 pessoas por cada milhão de habitantes, um número bastante inferior à média europeia (2600 pedidos por milhão de habitantes na UE-28, em 2015). Há mais de um quarto de século que o CPR, sempre em colaboração com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), procura minimizar as consequências das deslocações forçadas, em particular das pessoas acolhidas em Portugal.