A importância da postura

BOBADELA, 18 de junho de 2018 (CPR) – Realizou-se hoje mais uma iniciativa no Centro de Acolhimento para Refugiados (CAR) no âmbito do apoio à empregabilidade dos requerentes e beneficiários de proteção internacional.

A importância da postura que adotamos não só durante a entrevista de emprego, mas também antes da mesma, técnicas que nos ajudam a permanecer calmos e a aumentar a nossa confiança perante o empregador/entrevistador, exemplos práticos acerca de situações discriminatórias e formas de prevenir que as mesmas nos possam acontecer, foram os tópicos mais focados e apreciados pelos candidatos que estiveram presentes no workshop realizado por Cristina Rodrigues, membro da direção da Associação Vencer.

14 requerentes e beneficiários de proteção internacional de 12 nacionalidades diferentes foram abrangidos por esta dinâmica, e mal podem esperar para pôr estes novos conhecimentos em prática! Como Cristina Rodrigues salientou, “Tiny tweaks had led to big changes!” – (Amy Cuddy - ver aqui conferência TED).

 

DIVERSOS PROJECTOS DO CPR SÃO FINANCIADOS PELO FUNDO ASILO, MIGRAÇÃO E INTEGRAÇÃO (FAMI)

 

De acordo com as últimas estatísticas, o número de migrantes forçados em todo o mundo ultrapassa os 65 milhões e não pára de aumentar. O número de pessoas que buscam protecão no nosso país é de cerca de 870 por ano ou 87 pessoas por cada milhão de habitantes, um número bastante inferior à média europeia (2600 pedidos por milhão de habitantes na UE-28, em 2015). Há mais de um quarto de século que o CPR, sempre em colaboração com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), procura minimizar as consequências das deslocações forçadas, em particular das pessoas acolhidas em Portugal.