Queremos comunicar consigo!

Caro(a) amigo(a) do CPR,
Exmo(a) Sr(a),

No seguimento do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), aplicável a partir de 25 de maio de 2018 na União Europeia, só poderemos enviar-lhe informações sobre as nossas atividades se obtivermos previamente a sua autorização.

Neste sentido, vimos solicitar o seu consentimento para incluirmos o seu endereço na nossa base de dados. Bastará para o efeito clicar nesta link, sendo criada automaticamente uma mensagem dando o seu consentimento (se por qualquer razão o automatismo não resultar no seu computador, pedimos-lhe que abra manualmente o seu programa de correio e envie o seguinte texto "Sim, concordo em receber através deste endereço as mensagens relacionadas com as vossas atividades e fins." para admin.rgpd@cpr.pt).

Se posteriormente desejar remover o seu endereço da nossa base de dados, poderá fazê-lo a qualquer momento, clicando na link de remoção que será incluída no rodapé de todas as nossas mensagens a enviar futuramente.

Muito obrigado pelo seu interesse nas nossas atividades e pela nobre causa dos refugiados!

 

 

DIVERSOS PROJECTOS DO CPR SÃO FINANCIADOS PELO FUNDO ASILO, MIGRAÇÃO E INTEGRAÇÃO (FAMI)

 

De acordo com as últimas estatísticas, o número de migrantes forçados em todo o mundo ultrapassa os 65 milhões e não pára de aumentar. O número de pessoas que buscam protecão no nosso país é de cerca de 870 por ano ou 87 pessoas por cada milhão de habitantes, um número bastante inferior à média europeia (2600 pedidos por milhão de habitantes na UE-28, em 2015). Há mais de um quarto de século que o CPR, sempre em colaboração com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), procura minimizar as consequências das deslocações forçadas, em particular das pessoas acolhidas em Portugal.