Alguém perdeu uma criança chamada Roni?

Fronteira Croácia/Sérvia, 28 de outubro de 2015 (ACNUR) - À chuva e ao frio, milhares de refugiados e migrantes ficaram em "terra de ninguém", entre a Sérvia e a Croácia. Esperavam por autocarros para serem transportados para um centro de trânsito próximo. No meio da confusão um rapazinho perdeu-se dos seus pais. Era mais uma criança entre as 6 para as quais, na altura, se procuravam as respetivas famílias.
Alguém perdeu uma criança?

Alguém perdeu uma criança chamada Roni?

Posted by Conselho Português para os Refugiados on Wednesday, 28 October 2015

 

 

 

DIVERSOS PROJECTOS DO CPR SÃO FINANCIADOS PELO FUNDO ASILO, MIGRAÇÃO E INTEGRAÇÃO (FAMI)

 

De acordo com as últimas estatísticas, o número de migrantes forçados em todo o mundo ultrapassa os 65 milhões e não pára de aumentar. O número de pessoas que buscam protecão no nosso país é de cerca de 870 por ano ou 87 pessoas por cada milhão de habitantes, um número bastante inferior à média europeia (2600 pedidos por milhão de habitantes na UE-28, em 2015). Há mais de um quarto de século que o CPR, sempre em colaboração com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), procura minimizar as consequências das deslocações forçadas, em particular das pessoas acolhidas em Portugal.